Escolha uma Página

O disco mais Foda da semana é o registro axé punk de Valciãn Calixto!

Álbum conta com 10 faixas e foi lançado pelo 180 Selo Fonográfico.

Por Renan Pereyra

Foda! Esse é o nome do desregrado debut álbum do músico piauiense Valciãn Calixto. Mas é também a sensação que tive ao viajar ao longo das 10 faixas do registro lançado nesta quarta-feira (23), pelo 180 Selo Fonográfico. Intitulado pelo próprio artista como um trampo “axé punk”, uma espécie de variação do “afropunk”, o álbum tem como grande trunfo poesias cantadas, com letras impactantes, e instrumental que transita entre o rock pesado e o swing presente no axé e ritmos derivados.

E se o foco principal aqui é o contexto lírico, a explicação é óbvia: Calixto é escritor e lançou seu primeiro livro, “Reminiscências do Caseiro Genival”, em 2015. Assim como o registro de poesias, o disco aborda temas como suicídio, assédio, abuso de autoridade e loucura. “Assuntos que ora são tabus, ora são tristes estatísticas em uma cidade como Teresina, que sofre o paradoxo do desenvolvimento urbano versus o provincianismo moral em todas as camadas sociais”, resume o artista.

Único ponto negativo do disco: os mais técnicos podem ficar com um pé atrás com a forma desleixada com que Calixto canta, dando muito mais enfoque ao conteúdo do que à estética e afinação. O estilo lembra um pouco o de Jair Naves, na época de Ludovic, ou Vitor Brauer, do Lupe de Lupe – o que pra mim definitivamente não soa como um problema.

Sobre as músicas, destaque para a feminista “Sobre Mulheres e Porcos”, com participação de Eryka Alcântara. A faixa relata um abuso sexual cometido por um pedófilo do ponto de vista da vítima anos depois. Forte e emocionante. “Núcleos de Um Romance Engavetado” – com participações de Agostinho Torres, João Pedro, Ronnyel Seed, Heitor Matos e Joniel Santos – é outra que se sobressai pela letra impactante, assim como a progressiva “Cerimonialista”.

Ouça e faça o download de Foda na íntegra abaixo.

Mais sobre o registro

Em Foda, Calixto visita ainda o experimental, a marcha-rancho, o space rock, a jovem guarda e faz uso do spoken word para dar vazão às suas lamúrias. O disco conta com participações de integrantes da Geração TrisTherezina (coletivo de artistas visuais, escritores e músicos do Piauí) e foi gravado no ATM Estúdio. A mixagem ficou por conta de Arthur Raulino. Quem assume as baquetas é Marciano Calixto, irmão do músico, que gravou todos os instrumentos de harmonia como baixo, guitarras, sintetizadores, teclados e violão.

Sobre o nome do álbum, o músico explica que é possível se compreender a palavra “foda” nos mais diversos sentidos. “Em síntese, o título resume toda a evolução e batalha de um compositor piauiense para colocar sua música no cenário musical independente do Brasil. De alguém que cresceu em meio a um abismo cultural sem medida, em Teresina, e que do fundo do abismo ensaia um salto”.

Foda! ganha lançamento em cerca de trinta plataformas digitais, incluindo o Spotify, Deezer, Google Play e Tidal. Você encontra todas as informações sobre o trabalho na página de Calixto no Facebook.

Lista de músicas

1. Agarrado à Minha Frustração – 03:44
2. Cerimonialista – 03:17
3. Sobre Meninas e Porcos (part. – Eryka Alcântara) – 06:54
4. Marcha – Ranço – 03:24
5. Pathos – 02:55
6. Teoria do Abacaxi – 05:11
7. Engomando a Calça com Ednardo – 03:57
8. Rupy – 03:26
9. Núcleos de um Romance Engavetado (part. Agostinho Torres, João Pedro, Ronnyel Seed, Heitor Matos e Joniel Santos) – 07:18
10. As Incursões de Marco Polo Pelo Interior do Piauhy – 06:48

Valciãn Calixto - Foda - Valciãn Calixto - Capa Foda

1 Comentário

  1. fftarga

    Discaço! Resenha pontual! Foda!

    Responder

Diga algo! Adoramos saber a sua opinião.