Escolha uma Página

Garimpo Nacional: Vanguart, Mezatrio, Preu, Ziur, Two Step Flow, População Zero, Murilo Sá, Victor Correa, OBR e LuvBugs

Veja algumas das novidades da efervescente cena brasileira.

Por Renan Pereyra

Tá no ar mais uma edição do Garimpo Nacional, nossa seção que roda pelo país revelando lançamentos da música brasileira. E essa vem recheada também de novidades de artistas e bandas sorocabanas. Confira e não deixe de compartilhar com os amigos e amigas!

———————————————————————————————————————————

Vanguart

Com onze músicas inéditas, o agora quarteto Vanguart está de volta. A novidade da vez é o seu quarto disco de autorais, Beijo Estranho. Baladas poéticas, afinações impecáveis e instrumental bem executado marcam o belo registro produzido por Rafael Ramos. A formação atual conta com David Dafré (guitarra/clarinete/voz), Fernanda Kostchak (violino), Helio Flanders (voz/violão/gaita/trompete) e Reginaldo Lincoln (voz/baixo/bandolim). No disco, as baquetas foram divididas entre Julio Nganga e Loco Sosa. Beijo Estranho foi lançado pela Deck e está disponível na íntegra abaixo.

Mezatrio

A Mezatrio – banda de rock alternativo de Manaus – lançou recentemente um single bem foda para “Imperfeito”, que veio acompanhada de um clipe produzido pela própria banda. A música estará no novo disco do grupo, que recebeu o título Centrípeto (a pré-venda já tá rolando aqui). “Em tempos de modernidade líquida, onde todos os relacionamentos são vivenciados de forma superficial, buscar uma existência perfeita tornou-se regra. Diante dessas premissas, a música mostra que os caminhos da perfeição e do erro estarão sempre entrelaçados. Não importa o quão árdua seja a busca pela vida perfeita, ao longo da jornada sempre encontraremos um desvio que nos levará para o Imperfeito”, filosofa a banda. Um dos integrantes do grupo, o vocalista e guitarrista Paulo Lins, reside atualmente em Sorocaba-SP. Completam o time Alexandre Lins (bateria), Augusto Rodrigues (guitarra), Gustavo Machado (guitarra/teclado/voz), Diego Froner (baixo), Marcelo Martins (trompete) e Nelverton Rodrigues (trombone). Ouça/assista “Imperfeito”!

Preu

A novata banda carioca Preu lança seu EP de estreia, Borderline, com quatro faixas gravadas ao vivo que remetem aos anos 90: “Vencer”, “Vil”, “Paredes” e “Borderline”. O trio post-grunge
da Baixada Fluminense é formado por Georges Davi (guita/vocal), Marcus Godoy (baixo) e Anderson da Silva (bateria). Ouça abaixo.

Ziur

O excêntrico artista sorocabano Ziur lançou em abril dois volumes dos Ensaios Psicomagnéticos, um projeto de sonoridades experimentais que teve sua estreia ao vivo na II Feira Zica, que aconteceu recentemente no centro da cidade. O segundo registro traz versões reduzidas do primeiro volume e também faixas extras. Ziur é o nome artístico de Peterson Ruiz, que – além de música – trabalha em diversos outros segmentos artísticos. Saiba mais sobre o projeto Ziur e ouça os Ensaios Psicomagnéticos pelo Bandcamp.

Two Step Flow

Eis um material que chegou até as minhas mãos recentemente e me impressionou bastante. A Two Step Flow, de Caxias do Sul (RS), tem pouco tempo de vida (foi formada em 2017), mas demonstra estar no caminho certo. Material de ótima qualidade sonora e visual marcam a faixa “We’re Going Down”, que foi lançada com um clipe sensacional. Baixo violento, sintetizadores bem encaixados e apresentações contagiantes são a grande aposta do duo, formado por Wood Lusa (voz/baixo/synths) e Diego De Toni (bateria/efeitos). O projeto conta com influências de rock, punk, pop, metal, funk e eletrônica. Nomes como Rage Against The Machine, Rush, Primus, Raimundos, Korn, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Royal Blood são algumas das referências da banda. Atualmente a dupla está finalizando um EP que leva o mesmo nome da música. O trabalho está sendo mixado e masterizado no The Dark Lab Studio, em Seattle. Saca só a “We’re Going Down”!

População Zero

Dennis Sinned (guitarra/voz), Nill Salles (baixo/voz) e Ramonny Xavier (bateria/voz) são os elementos do mal que integram a População Zero, banda post-punk de São Paulo, capital. O trio foi formado em 2016 e seus integrantes são figuras carimbadas da cena underground de SP. Além do post-punk, o grupo conta com referências do anarco-punk, cold wave e no wave europeu. A novidade da vez é o lançamento da carregada e intensa “Mapas”, que inclusive entrou na coletânea mais recente do Woodgothic. Confira!

Murilo Sá

Aos poucos o ótimo músico baiano Murilo Sá vai se destacando e ganhando espaço na complexa cena alternativa tupiniquim. O artista, que atualmente vive em São Paulo e já esteve em evidência outras vezes no nosso blog, lançou recentemente um clipe com pegada retrô para “Modo Automático”, do disco Durango! (2016). Inspirado por ícones do rock como David Bowie, Bob Dylan e Raul Seixas, Murilo Sá se destaca também pelas letras críticas e postura anti-careta. “É só cimento a cidade, poeira e vapor. Cheirando a diesel e solidão. Vão destruir mais um parque pra vender mil sonhos. Três quartos e espaço gourmet”, diz a letra de “Modo Automático”. Saca só!

Victor Corrêa

De Sorocaba, mais especificamente das quebradas do Éden, surgiu esse samba-bossa-maroto do músico Victor Corrêa, que na adolescência era conhecido por tocar em bandas punks. O EP de estreia do músico é composto por quatro faixas, que impressionam pela versatilidade musical: “seu Joaquim”, “Folia de Aleluia”, “Leonor” e “Samba de Melancolia”. Ouça!

Old Books Room

Provenientes da rica cena de Fortaleza, a Old Books Room é outra banda que tem se sobressaído no cenário musical nacional, com diversos shows e constante produção. O trabalho mais recente é o clipe “Bag Of Bones”, single do EP Where Do The Wild Dogs Live. A OBR é formada por Reinaldo Ferreira (guitarra/voz), Ricardo Ferreira (guitarra/voz), Diego Fidelis (baixo), Felipe Portela (teclado)
e Davy Nascimento (bateria).

LuvBugs

Também do RJ, a LuvBugs voltou a ser assunto na semana passada com o lançamento do clipe de “Perder Sentido”, música que estará no disco Dias Em Lo-Fi, sucessor de Enxaqueca (2015). Formada por Rodrigo Pastore (guitarra/voz) e Paloma Vasconcellos (bateria), a dupla é a verdadeira prova de que muitas vezes o menos é mais. O vídeo também foi produzido pelos próprios, naquele esquemão DIY. Assista!

Vamos ficando por aqui, mas fiquem de olho, pois já estamos preparando mais uma edição do Garimpo Nacional, pois a cena brasileira nunca esteve tão efervescente, amigues. Abraços!

0 comentários

Diga algo! Adoramos saber a sua opinião.

Pin It on Pinterest